thumb

CPF com restrição? Você mesmo pode limpar seu nome

A primeira providência para retira a negativação é identificar o débito, depois, com os dados em mãos, procurar o credor e quitar ou renegociar a dívida. Feito isso, a empresa solicita a baixa no banco de dados da Boa Vista SCPC. A restrição no CPF pode trazer uma série de contratempos para os consumidores, como não poder abrir conta corrente em banco, não ter acesso a cartão de crédito ou débito, ter seus pedidos de crédito ou financiamento negados, e queda na pontuação score - consultado pelas empresas credoras para aprovação ou não de crediários, empréstimos, financiamentos, etc.

A decisão ou não de concessão de crédito é sempre do credor, que o faz utilizando as informações de crédito disponíveis no mercado e conforme suas políticas internas.Para regularizar a situação de restrição, o primeiro passo é quitar o débito. No site Consumidor Positivo (www.consumidorpositivo.com.br), da Boa Vista, é possível se cadastrar e verificar gratuitamente os valores em aberto que tenham sido negativados, além de saber o seu score. O segundo passo, para renegociar os valores e a forma de pagamento, é procurar diretamente o credor. Não é necessário envolver terceiros para essa renegociação.

Uma vez quitado ou renegociado o valor em aberto é de responsabilidade do credor solicitar a exclusão do CPF dos cadastros de restrição, como o da Boa Vista SCPC. No entanto, se a dívida for parcelada e houver atraso novamente no pagamento das parcelas, o credor pode negativar o CPF novamente. Por isso, é fundamental que, na renegociação da dívida, o devedor tenha certeza de que consegue cumprir com o combinado.

Algumas empresas, além de pedir a inclusão do CPF do devedor nos cadastros de restrição, também protestam o título em cartórios. Para efetuar a baixa no cartório, o devedor deve ir ao cartório em que seu nome foi protestado e verificar os procedimentos para o pagamento. Uma vez baixado o protesto, o cartório envia essa informação para a Boa Vista, que exclui o nome do seu banco de dados.

Portanto, evite ter uma dívida não paga. Caso o consumidor perceba que terá problemas para pagar as parcelas, procure o quanto antes o credor para fazer a renegociação, antes de que a negativação aconteça.